Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Relações étnico-raciais na educação são tema de capacitação

Publicação:

Crédito: Rodrigo Peixoto
Crédito: Rodrigo Peixoto
Por Rodrigo Peixoto

A implementação de políticas de relações étnico-raciais na rede pública de ensino foi debatida nesta quarta-feira, 13, em encontro que reuniu representantes das Coordenadorias Regionais de Educação (CRES) na Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul (Seduc).

Conduzida pela assessora de educação das Relações Étnicas da Seduc, Lúcia Regina Brito Pereira, a capacitação teve como foco o alinhamento entre as Coordenadorias e a Mantenedora em relação ao trabalho de assuntos étnico-raciais dentro das escolas gaúchas. Periodicamente, a equipe, que conta com representantes das 30 CREs, é reunida para a efetivação de ações em suas regiões. Além disso, o momento aborda planejamentos, avaliações e novas propostas de trabalho.

“Precisamos repensar a organização social e a educação das relações étnicas é fundamental para isso. Nosso trabalho busca uma sociedade justa, igualitária e sem discriminações. Precisamos ter a consciência de que todas as pessoas têm direito à educação e de se reconhecer nesse processo”, explica Lúcia.

A reunião contou com a presença de representantes de entidades ligadas ao tema como o professor Waldemar de Moura Lima, membro do Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial do Estado. Para ele, o resgate do que foi vivenciado pelo povo negro ao longo da história do Brasil, precisa ser discutido para que possam ser compreendidos os problemas sociais da atualidade.

“A verdadeira história do País não é contada. Quando não conhecemos nossas raízes não podemos projetar o futuro. Os brasileiros desconhecem a própria história e isso se reflete nos gargalos sociais vistos hoje”, explica Lima.

Também participaram a professora e pesquisadora em Educação, Carmen Castro, a Coordenadora da Divisão de Diversidade e Programas Especiais da Secretaria da Educação, Sonia Santos, e o Diretor do Departamento Pedagógico e RH da Seduc, José Adilson Antunes.

Plano incentiva relações Étnico-Raciais na educação

Desde 2017, o Estado conta com o Plano Estadual de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais. Ele determina a inclusão da educação das relações nas redes estadual, municipal e privada, além de abordar histórias e culturas afro-brasileiras, africanas e dos povos indígenas. Sua elaboração nasceu a partir de reivindicações de setores da sociedade por um instrumento que auxiliasse na busca pela superação das desigualdades educacionais e erradicação de todas as formas de discriminação.

Desde então, atua em seis eixos: políticas de formação para gestores e profissionais da educação, produção de material didático e paradidático, gestão democrática e mecanismos de participação social, avaliação, monitoramento e criação de condições institucionais para o desenvolvimento de ações ligadas à educação étinico-racial.

 

Secretaria da Educação